top of page

[Power BI] Como usar o Power BI para criar Dashboards e customizar análises


Assim como os desafios de uma fábrica mudam constantemente, os KPIs também têm que mudar para acompanhar essas mudanças. Esse post descreve como criar análises alternativas da sua fábrica a partir dos dados coletados pelo PlantScanner em conjunto com o Power BI.


O que é o Power BI?


O Power BI é uma plataforma de análise de dados criada pela Microsoft. Sua primeira versão foi criada em 2016 e vem sofrendo atualizações constantes desde então, se tornando uma plataforma cada vez mais robusta e amigável para o usuário. Possui versão gratuita que permite a criação de Dashboards ilimitados para um usuário, assim como a visualização de gráficos compartilhados. Já a licença Pro permite que os gráficos sejam compartilhados dentro de uma organização. Por fim, a licença Premium são destinadas a organizações com necessidades de armazenamento maiores que 1 GB.


O Power BI possui dois programas para que o usuário possa construir seus relatórios:

  1. O Power BI Desktop, programa instalado em máquinas Windows e não depende de conexão com a internet para análises. Um relatório concluído pode ser compartilhado somente quando publicado no Power BI serviços.

  2. O Power BI Serviços, programa que roda em nuvem gerenciada pela Microsoft, que permite que os Dashboards disponíveis sejam compartilhados dentro de uma organização. Já é possível fazer criação de Dashboards nele, embora tenha algumas limitações em relação ao Power BI Desktop.

Na prática, o criador dos dashboards usa o Power BI Desktop para criação e publica esses Dashboards no Power BI Serviços. Então pode compartilhá-los com o restante da organização.


Quais dados posso analisar no Power BI?


Qualquer dados estruturado pode ser importado por aqui. Planilhas de Excel, bases de Access, arquivos de texto e bancos de dados são alguns dos tipos de fonte de dados disponíveis. Um arquivo do Power BI pode obter dados de várias dessas fontes ao mesmo tempo e relacionar todos os dados para fazer uma análise única. É possível, por exemplo, pegar dados de tempos de execução das APIs PlantScanner e cruzar com dados de custo de mão de obra que estão em uma planilha excel, para calcular o custo de um produto específico.


Os dados da PlantScanner são acessados por meio da nossa API, que garantem a segurança e a integridade das informações. Para facilitar a importação desses dados, criamos um conector personalizado, que faz a autenticação de usuário, extrai os dados disponíveis e os estrutura para o usuário.


Como usar o conector PlantScanner


O conector PlantScanner é um conector personalizado. Por esse motivo, você não vai encontrá-lo nos conectores disponíveis no menu “Obter Dados” antes de colocá-lo no seu computador. Para isso siga os passos abaixo.


Crie uma pasta nomeada de Power BI Desktop dentro da pasta de Documentos (C://users/{{seu_usuário}}/Documents). Dentro da pasta criada, criar uma nova pasta nomeada Custom Connectors. Baixe o arquivo PlantScannerConnector.mez e salve-o dentro da pasta criada.



Abra o Power BI e habilite o uso de conectores personalizados em: Arquivo > Opções e Configurações > Opções. Selecione a aba “Segurança” e marque a caixa de diálogo “”. Fechar e abrir o Power BI para para que as mudanças sejam aplicadas.



Se você seguiu os passos acima, o conector deverá aparecer como uma das fontes de dados disponíveis no menu “Obter Dados”. Agora é só selecionar o ícone PlantScanner.


Passe pela autenticação de usuário com as mesmas credenciais utilizadas para acessar o PlantScanner e selecione os dados que quiser ver.



Por padrão, são carregados somente os dados dos últimos 10 dias de consulta.


Como alterar o intervalo de buscas para mais que 10 dias?


Para que as consultas não fiquem muito pesadas, recomendamos que os dados buscados não sejam superiores a 90 dias. Os parâmetros para as datas de início e fim ficam disponíveis no Editor Avançado do conector. Para alterá-las, você deve:

Entre no menu “Transformar Dados” e selecione a fonte de dados que deseja alterar os intervalos de busca.


Clique em Editor avançado e substitua os dois parâmetros da função do conector pelas datas de Início e Fim da Busca com a zona horária, respectivamente. Para buscas entre 01/01/2022 e 31/12/2022, por exemplo, usar #datetimezone(2022, 1, 1, 0, 0, 0, -3, 0) e #datetimezone(2022, 12, 31, 0, 0, 0, -3, 0), como na figura abaixo.

Você pode também optar por criar datas relativas como, por exemplo, sempre buscar os últimos 60 dias. Nesse caso, use os parâmetros Date.AddDays(DateTimeZone.FixedUtcNow(),-60) como data inicial e DateTimeZone.FixedUtcNow() como data final. O resultado da primeira linha da transformação passa a ser:

Fonte = PlantScannerConnector.Contents(Date.AddDays(DateTimeZone.FixedUtcNow(),-60), DateTimeZone.FixedUtcNow())

Você conseguiu criar sua primeira integração dos dados com o Power BI! Agora é só montar seus Dashboards e ver sua fábrica em tempo real! Ah, e se você começar a construir algo novo, nos mande uma mensagem. Já temos muitos exemplos prontos de indicadores industriais que podem te servir como uma luva!


Um Grande Abraço,

Equipe PlantScanner




5 visualizações0 comentário
bottom of page