top of page

PlantScanner Smart manufacturing - A importância dos dados no chão de fábrica


Em tempos de indústria 4.0, muito se fala sobre big data, ciência de dados e inteligência artificial. Ao contrário de segmentos digitais, os dados em uma fábrica são pouco explorados. Ainda assim, estão presentes em qualquer ambiente fabril. Esse artigo fala sobre a importância dos dados, as dificuldades para serem coletados e como podemos garantir sua coleta com qualidade.


📈 Por que coletar dados?


Em poucas palavras: para identificar problemas e possibilidades de melhoria. Somente se soubermos onde está o problema ou qual é o gargalo de um processo produtivo, podemos atuar para melhorá-lo.


💰 Controle x Custo


Se coletar dados é tão bom, por que não medir tudo? Quem já tentou sabe que existem consequências ao capturar os dados. Podemos, por exemplo, instalar um sensor que irá contar quantas peças uma máquina faz. Mas isso tem um preço de compra ou aluguel do equipamento e custos de instalação e manutenção, certo? Por outro lado, podemos pedir ao operador que anote os dados necessários em uma folha, mas isso também representa custo de mão de obra, que está fazendo anotações ao invés de produzir.


Por isso, é muito importante que o processo de coleta seja enxuto e flexível. Embora existam uma infinidade de dados a serem coletados, é necessário definir o que é crítico para o processo em primeiro lugar. Como essa criticidade muda ao longo do tempo, então também pode ser necessário alterar o que se quer coletar ao longo do tempo, por isso a necessidade de flexibilidade.


A tendência é que as novas tecnologias de IoT e plataformas como a PlantScanner reduzam os custos e a burocracia da coleta de dados, então fique ligado em inovações no mercado!


👩🏽‍💻 Que dados devo coletar em minha fábrica?


Isso depende de como é o seu processo. Em geral, existem dados de processo e de produto. O primeiro tem a ver com o processo produtivo e as coletas mais comuns são:


- Duração de uma tarefa;

- Paradas não programadas;

- Quantidade de hora homem empregada;

- Local onde a tarefa foi realizada;

- Equipamentos ou ferramentais utilizados.

- Insumos utilizados


Já os dados de produto têm relação direta com o que você entrega para o seu cliente e devem estar atrelados com os planos de controle de qualidade. São um reflexo do que é crítico para seu cliente e que necessitam atenção na sua fábrica. São eles:


- Dimensionais (comprimento, afastamento, rugosidade), no caso de uma peça;

- Atributos de um material (pH, viscosidade, dureza), no caso de um químico;

- Inspeções de produto (torque, verificações visuais), no caso de um produto montado.


🧐 E se os meus dados não estiverem corretos?


Esse é um dos problemas mais comuns em fábricas. São comuns as reclamações de que operadores não anotam as paradas corretamente ou que existem dados digitados incorretamente. Chamamos isso de má qualidade dos dados. Elas podem ser contornadas por meio de soluções de sensoriamento (PLCs, sensores, IoT) ou através de indicadores de fábrica. Via de regra, sensoriamento demanda mais investimento. Logo, é recomendado fazer um estudo de viabilidade para avaliar sua implantação.


Se quiser saber como melhoramos a acurácia dos dados em uma fábrica, entre em contato conosco através do e-mail contato@plantscanner.io

18 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page