top of page

MES vs. Smart Manufacturing Platform

Atualizado: 1 de jun. de 2023



Escolher o sistema adequado para administrar suas operações é fundamental para manter sua empresa competitiva no mercado atual. Com um número crescente de tecnologias conectadas e plataformas inteligentes desafiando os sistemas convencionais de execução de fabricação, pode ser difícil determinar qual solução é a ideal para suas necessidades específicas. Neste artigo, compararemos detalhadamente duas das opções mais procuradas pelos fabricantes de ponta ao impulsionar sua transformação digital: o MES tradicional e a Plataforma de Manufatura Inteligente da PlantScanner.


Uma visão geral do MES versus plataformas de operações


Com mais soluções digitais disponíveis hoje do que nunca antes, empresas em todas as indústrias estão repensando o papel que o MES tradicional desempenha em suas operações. Embora o MES tenha sido a solução preferida entre indústrias de grande porte para coordenar, executar e acompanhar processos de fabricação ao longo do ciclo de vida do produto, ele ficou para trás diante dos desafios modernos que afligem os fabricantes de hoje. Como os ambientes de negócios se tornaram mais dinâmicos e com a introdução de nova tecnologia, como IoT, sem código e aprendizado de máquina, uma nova classe de plataformas industriais se tornou uma alternativa comum, dando aos negócios mais a considerar ao procurar um sistema para ajudar a gerenciar suas necessidades e desafios de produção específicos. Leia mais à medida que comparamos e contrastamos os sistemas de execução tradicionais de longa data confiáveis na indústria com a plataforma manufatura inteligente da PlantScanner.


Uma breve comparação entre as duas ferramentas mais utilizadas no mercado.


PlantScanner

MES

Funções

É uma ferramenta de gerenciamento de dados e processos conectados que conecta pessoas, coisas (máquinas e dispositivos) e sistemas utilizados em um processo de produção ou logística em um local físico. Também possuímos nosso módulo de planejamento de produção, execução de ordens e coletar dados de produção.

De maneira muito ampla, os MES são responsáveis por gerenciar recursos, agendar produção, coordenar execução e coletar dados de produção, entre muitas outras aplicações.

Flexibilidade

Extremamente flexível, pode ser configurado para atender às necessidades. Possuímos diversas API's e conectores customizados para atender a grande parte de solicitações de forma ágil

​Inflexível fora dos módulos pré-construídos.

Implementação

Implementação de baixo custo, em pouco tempo já conseguimos ter a fábrica operando com o PlantScanner, levando apenas 2 a 4 semanas.

Longas implementações custosas que podem levar de 6 a 12 meses.

Facilidade

Muito fácil de usar para trabalhadores de primeira linha e equipes técnicas.

Difícil, especialmente para cenários de uso fora de aplicativos pré-construídos

Integrações

Nosso ponto forte, somos API First, grande parte dos dados que estão disponíveis na plataforma WEB, também estão disponíveis para consumo do usuário. Temos conectores também com os principais ERPs e os que não possuímos, criamos as portas para conexão.

Fortes integrações com ERPs, IoT, mas custos elevados antecipados.

Preço

Nesse ponto somos imbatíveis, somos uma plataforma low-cost, única para todos os clientes, então solicitações de outras fábricas para melhorias no sistema são geralmente feitas de forma gratuita.

​Instalação, serviços e contratos anuais caros antecipadamente.

Existem também os APS (Advanced Planning and Scheduling), O APS é uma ferramenta de planejamento avançado que ajuda a planejar e otimizar a produção em uma indústria. Ele é usado para planejar a produção com base nas necessidades de demanda, capacidade de produção, recursos disponíveis e outros fatores. O APS pode ajudar a planejar a produção em uma ampla variedade de cenários, incluindo o planejamento de longo prazo, o planejamento tático e o planejamento operacional. Existem pontos negativos também quando comparado com a plataforma da PlantScanner, por exemplo, o APS não é extensível para modificações, ou seja, toda modificação é necessário um projeto específico que pode custar caro.


Time-to-Value e o custo de implementação

MES Tradicional

As soluções MES tradicionais são rígidas e altamente hierárquicas, exigindo um esforço significativo para planejar e construir um sistema. Grandes organizações podem ver projetos de implementação durando vários anos. São vários meses ou anos de tempo sem valor agregado.


“Você tem que validar todas as configurações dados mestre e processos que você coloca no sistema [MES]. E isso leva muito tempo; você precisa aprender o padrão e aprender o sistema também. Estamos falando de uns bons seis a doze meses. Além do alto custo envolvido nessa operação – Luis Felipe, Diretor comercial da PlantScanner.


A validação de um sistema tradicional em indústrias regulamentadas e nas ciências da vida é exaustiva. Qualquer correção de bug ou atualização tem o custo de validar o que pode ser um sistema de TI muito complexo que afeta todas as partes da sua organização.



PlantScanner

Onde a abordagem MES é rígida, de cima para baixo e tudo ou nada, a abordagem de implantação sem código é flexível, de baixo para cima e gradual. Usando uma plataforma sem código, você ainda pode implementar modelos de dados ou arquiteturas de sistema, mas com muito mais flexibilidade.


Você pode começar com alguns aplicativos e gradualmente adicionar mais casos de uso e introduzir mais complexidade ao longo do tempo. Você pode dimensionar a implantação em seu próprio ritmo e ver o valor em meses, em vez de anos.



Ainda com dúvidas se somos a melhor opção para você?

Faça um teste grátis na nossa plataforma e conheça mais, basta enviar um email para luis@plantscanner.io


Um Grande Abraço,

Equipe PlantScanner

25 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page