top of page

Como ajudamos nossos clientes a automatizar processos repetitivos e aumentar a eficiência


Automatizar processos vem se tornando muito comum em qualquer ambiente, e em fábricas não seria diferente. Com nossas API's nossos clientes conseguem automatizar diversos processos que levariam horas de uma pessoa dedicada e que agora são instantâneas, somente sendo necessário alguma ação (trigger) para que essa automação seja iniciada.

Nesta publicação mostraremos como você também pode automatizar seus processos utilizando nossas API's e também o Power Automate, e também o que é o Power Automate e como você mesmo não sendo um desenvolvedor de software consegue automatizar seus processos.

Vamos lá!


O que é o Power Automate?

O Power Automate é um sistema desenvolvido e mantido pela Microsoft que tem a intenção de ajudar os usuários a criar qualquer tipo de automação, por exemplo:

Todo dia as 14h00s eu desejo que seja enviado uma mensagem no Teams sobre tudo que minha fábrica produziu nas últimas 24 horas.

Seguindo esse cenário, vou exemplificar como isso se transformaria em uma automação, para isso iremos dividir a automação em algumas etapas, sendo elas: Trigger, processamento, saída.


Trigger: esse é o início do fluxo, a ação que inicia esse fluxo, uma trigger pode ser manual, ou seja, alguém apertar um botão para ativar ela, pode ser baseada na hora, como no exemplo acima, ou também pode ser iniciada através de uma chamada REST, alguma api inicia o fluxo de forma automática.

Processamento: são as ações que iremos automatizar, por exemplo, buscar toda a produção da fábrica do dia anterior e montar uma mensagem.

Saída: este é o único passo opcional de uma automação, a saída é como nós notificamos ao usuário que o fluxo foi disparado e deu tudo certo, no caso acima, iremos publicar uma mensagem no Teams, então quer dizer que aquele fluxo foi executado corretamente.


Você deve estar se perguntando, "Tá, mas como eu consigo criar uma automação?", então vamos lá!


Passos para criar uma automação

A seguir listaremos os passos necessários para criar sua primeira automação

1. Possuir uma conta na Corporativa Microsoft

Esse é o mais fácil, se você já possui uma conta na Microsoft, já está com este passo feito. Acesse sua conta em https://powerautomate.microsoft.com/en-us/.

2. Importe nosso conector customizado

Acesse o menu "Dados" e depois "Conexões customizadas". Clique no botão Novo conector customizado e após, importar de um arquivo OpenAPI.



Irá aparecer o seguinte popup na tela, o nome é customizável, nomeamos aqui como PlantScanner Conector e o arquivo você pode realizar o download por aqui.



Caso aparecer o popup após você confirmar essa janela, clique em experimentar, o power automate oferece 90 dias grátis da conta premium, após esse periodo ele é cancelado automaticamente.



Após importar o conector, você precisará somente preencher dois campos na tab 2 - Segurança, os campos ClientId e ClientSecret, esses campos nós enviamos para você no seu email após solicitação.



Após prencher os campos, basta clicar em Criar Conector e pronto!

3. Crie seu primeiro fluxo

Acesse sua conta em https://powerautomate.microsoft.com/en-us/, depois acesse o menu "Meus Fluxos", clique no botão "Novo Fluxo" e escolha a opção "Fluxo em nuvem agendado".



Adicione um título para o fluxo e depois escolha um horário para o fluxo acontecer, no meu caso, eu escolhi, todo dia as 14h00s.




Pronto, fluxo criado!

Vamos para o próximo passo

4. Adicionando nossa base de dados

Agora com nosso fluxo já criado, o que precisamos fazer é definir o que esse fluxo irá fazer, com a ajuda do nosso conector customizado, meu desejo é que esse fluxo me envie a produção total do dia anterior, para fazer isso, pode parecer um pouco difícil no começo, mas com o tempo e prática, você conseguirá criar fluxos cada vez mais complexos. Vamos lá, irei detalhar o passo a passo para este fluxo.


Primeiro passo é obter os dados da nossa API Pública, com a ajuda do conector estes dados já são importados para o fluxo de forma mais automática, para isso somente é necessário.


  • Adicionar um novo passo

  • Selecionar o PlantScanner Conector

  • Escolher a opção "GetWorkOrders" e acesse sua conta


  • Agora será a data, precisaremos passar a data de ontem do início do dia, e do fim do dia, para isso, faremos o seguinte Usaremos a função de expressão do Power Automate, que nos permite escrever funções em Power Query BeginDate: formatDateTime(addDays(utcNow(),-1),'yyyy-MM-dd') EndDate: formatDateTime(utcNow(), 'yyyy-MM-dd') Pronto, com isso já estamos habilitados a resgatar os dados de produção do dia de ontem


5. Realizando operações com esses dados

Agora que temos nossa base de dados, somar a quantidade produzida e também a quantidade planejada para termos certeza que produziram tudo necessário.

Para isso será necessário criarmos duas variáveis, a variável de Quantidade Solicitada e a variável de Quantidade Produzida. Uma variável é como se fosse uma caixinha, onde podemos guardar valores, informações, no nosso caso nós somaremos os valores de quantidades e colocaremos dentro das nossas variáveis.


Para iniciarmos uma variável, basta adicionar um novo passo, pesquisar por variável ou variable, escolher a opção initialize variable ou iniciar variável


Após selecionar, precisaremos somente nomear a variável e escolher qual o tipo de informação ela guardará, no nosso caso ela vai guardar valores numéricos. Esse passo precisaremos repetir duas vezes, pois teremos duas variáveis.

O resultado será como na próxima figura.








Agora precisamos somar as quantidade e coloca-las dentro dessas variáveis. Para isso criaremos um outro passo, com uma função de "Apply to each" que será "Aplicar a cada", esse passo funciona da seguinte forma.

No passo GetWorkOrders, ele criará uma lista na nossa automação, uma lista de ordens feitas e planejadas para as datas inseridas, nisso precisaremos pegar item a item dessa lista, resgatar a quantidade produzida e a planejada, e somar na nossas variáveis.



Na primeira caixinha, escolha a opção workOrders, que é a nossa lista, depois adicione uma ação, Increment Variable ou Incrementar a variável, e adicione a opção requestedQuantity para a variável Quantidade Solicitada, agora repita o mesmo passo para a próxima variável.

6. Agora só falta enviar a informação via TEAMS

O teams é opcional, utilizarei o teams nesse exemplo que é o mais utilizado hoje por nossa empresa, mas as informações podem ser enviadas para praticamente qualquer lugar.

Para isso precisamos adicionar mais um passo no nosso fluxo, que será a opção "Post message in a chat or channel "

Se você já utilizar o teams na sua empresa, aparecerá as opções disponíveis de qual canal ou chat você pode publicar.


A nossa mensagem ficou assim!

Pronto, agora somente precisamos salvar e aguardar chegar o horário que nosso fluxo funcionará de forma automática. Para conseguirmos testar, basta somente utilizar o botão "Test" no fluxo.




Se tudo tiver dado certinho, sua mensagem aparecerá dessa forma no Teams


E o fluxo completo ficará dessa forma.


Tudo certo, você conseguiu criar seu primeiro fluxo de automação sozinho, agora estou curioso para descobrir o que de mais incrível você será capaz de criar com as automações!

Estamos abertos para qualquer eventual dúvida e também para você nos contar seus próximos passos!


Um Grande Abraço,

Equipe PlantScanner

19 visualizações0 comentário
bottom of page